[Deladeu]

APL 1937

É lá em cima em Monção. Fizeram o cerco ao castelo da  ocupação (dos espanhóis).
Acontece então que fizeram o cerco e eles à fome, ou ficavam à fome ou então tinha de sair e render.
E então o que é que a Deladeu fez. Com o pouco de farinha que tinha fez uma mão cheia de bolinhas de pão, de pãozinho. E então foi à guarita do castelo atirou-lhes com aquilo e disse-lhes:
- Tomai e comei de onde veio esse ainda há mais.
E então eles levantaram o cerco, havia muito comer ainda e não valia a pena eles estarem a tomar o cerco do castelo.
Em Monção, lá em cima no norte onde tem a estátua da Deladeu e o largo é o mesmo Largo Deladeu Martins.

Fonte Biblio AZEVEDO, Ana A Literatura Oral na Comunidade Emigrante Portuguesa em Montreal Faro, Universidade do Algarve, 2002 , p.# 179

Ano2001

Place of collection-, MONÇÃO, VIANA DO CASTELO

InformanteFátima Guerreiro (F), 69 y.o., born at - (MONÇÃO) VIANA DO CASTELO,

Narrativa

When

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications