[Espada nele! Espada nele!]

APL 3588

No sítio chamado Vila dos Mouros, termo de Espadanedo, conceito de Macedo de Cavaleiros, situado no cume de um outeiro, onde ainda se divisam restos de fortificações, fossos e pedregulhos derrubados, vivia um mouro poderoso, que exigia anualmente dos povos cristãos vizinhos um certo número de donzelas para o seu harém.
    Um dia, resolvidos a acabar com tão vexatório tributo, revoltaram-se ao grito de “Espada nele! Espada nele!”, [ou seja] “mata-o, passa-o à espada”. De onde, segundo a etimologia popular, veio à povoação o nome Espadanedo.
    Segundo a mesma lenda, o mouro tinha um caminho subterrâneo para levar os cavalos a beber ao ribeiro que longe corre no fundo do outeiro.

Fonte Biblio PARAFITA, Alexandre A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , p.247-248

Ano1934

Place of collection Espadanedo, MACEDO DE CAVALEIROS, BRAGANÇA

ColectorFrancisco Alves (M)

Narrativa

When XII Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications