Galinha por bruxa

APL 44

Umas mulherzinhas moravam no Alto da Costa e iam ao carvão a Várzea da Serra para vender em Lamego. Esperavam os almocreves cá em baixo, junto da fonte, onde poisavam os sacos — um dos almocreves até era o meu tio “Põe-Lenha”. Enquanto esperavam que eles chegassem, apareceu por ali uma galinha preta. Uma das mulherzinhas, a quem chamavam a Zefa do Luís, disse:
 — Ai, andas por aqui? Deixa ver o que é que tu queres.
 Agarrou nela e “olhou-a”, a ver se tinha ovo. Deitou-a ao chão e a
galinha bateu as asas e cantou assim:
 — Glu, glu, glu.
 A Zefa do Luís meteu-me o dedo no...
 Diziam que a galinha era uma bruxa...

Fonte Biblio CAMPOS, Beatriz C. D. Tarouca, Folclore e Linguística Tarouca, Câmara Municipal de Tarouca / Escola Preparatória de Tarouca, 1985 , p.38

Place of collection-, TAROUCA, VISEU

InformanteLaurentina da Silva Veloso (F), - (TAROUCA) VISEU,

Narrativa

When XX Century, 80s

CrençaSome Belief

Classifications