História de bruxas

APL 2468

Havia uma senhora muito rica no concelho de Mértola, lá num monte, uma lavradora muito grande. E tinha filhos, e então, e ela tinha filhos e havia um filho que era casado e que também tinha filhos, mas os filhos que a mulher dele tinha, morriam todos, nenhum escapava. Tinham ali uns quinze dias, um mês, morriam as crianças. Todas. E então o homem, o pai das crianças, disse que ia lá ver uma vizinha ou um vizinho, lá ao pé de um monte, que fazia mezinhas para descobrir quem estava a fazer mal. E então, chegou lá, e esse senhor que fez essas mezinhas, pôs um alguidar de água, um alguidar cheio de água e lá disse umas rezas e disse para o pai da criança: Você, olhe lá para ali dentro de água e veja lá se conhece aquela cara. E ela disse: conheço. Sabe quem é? Sei. É a minha mãe. Pois é a sua mãe que lhe mata os seus filhos. Quer que lhe faça algum sinal para que ela fique defeituosa para o resto da vida? Quero. Então o que é que lhe faz? Espete-lhe os olhos. E o homem espetou-lhe os olhos com uma tesoura. Ele foi depois á casa da mãe, e a mãe disse-lhe assim: já estás ai? Grande “marau” que me cegaste. Então, você mata os meus filhos todos e eu é que sou mau? Pois fui fazer isso, fui, e você agora está cega. Não vejo nada, já me cegaste. Então e porquê que fez isso? Olha, tanto gosto tens tu de os criar, como eu tenho gosto de os matar. Matou parece que foi seis ou sete. Foram todos. E no dia do funeral dela, ela morreu com a cegueira, em fim de pouco tempo ela morreu. E ele depois, no dia do funeral, não quis que a mulher fosse ao funeral, não deixou ir. Ele foi ao funeral, mas a mulher não deixou ir. Esta também foi verdade. Esta foi, se não estou em erro em São Miguel do Pinheiro, ao pé de Mértola.

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2007

Place of collection São Miguel Do Pinheiro, MÉRTOLA, BEJA

ColectorCátia Jeremias (F)

InformanteTeresa Nobre Pontes (F), 74 y.o., born at Santa Cruz (ALMODÔVAR) BEJA,

Narrativa

When XX Century,

CrençaConvinced Belief

Classifications