Lamas d’Orelhão

APL 2806

É povoação antiquissima, e foi de muita importancia quando era côrte de um rei arabe, que dizem chamar-se, ou ter por alcunha Orelhão, que foi o que deu o sobrenome á villa. […]
Segundo a lenda, Santa Comba e S. Leonardo, guardavam os seus rebanhos na serra que hoje tem o nome da Santa. Orelhão, tentado pela formosura d’esta (que tinha visto em uma caçada) lhe fez as mais tentadoras promessas, e quando viu baldadas as suas diligencias para seduzir a casta donzela, tentou empregar a força. Ella vendo-se em tão imminente perigo, foge para junto de um penedo, e invocando a Virgem Maria, este se abre para esconder a santa.
Orelhão, cego de furor e ardendo em desejos, desembainha a espada e dá tão grande cutilada no rochedo, que ainda hoje se lhe divisa o signal (!) Então o feroz mouro, vinga-se em Leonardo, matando-o no sitio da serra que por isso se chama Fonte de S. Leonardo, onde rebenta um manancial de agua crystallina.

Fonte Biblio PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de Portugal Antigo e Moderno Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , p.Tomo IV, p. 31

Place of collection Lamas De Orelhão, MIRANDELA, BRAGANÇA

Narrativa

When

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications