Lenda da Castelã Moura de Salir

APL 1962

A vila de Salir, no Algarve, deve o seu nome à filha do alcaide de Castalar, que fugiu quando viu o seu castelo ameaçado pelo exército de D. Afonso.
 Quando os cristãos tomaram o castelo encontraram-no vazio, à excepção da ninfa, filha do alcaide, que rezava com fervor, que tinha preferido ficar no castelo e morrer a salir. De um monte vizinho, Fabilla avistou a filha cativa dos cristãos e com a mão direita traçou no espaço o signo de Saimão, enquanto proferia umas palavras misteriosas. O cavaleiro D. Gonçalo que falava com a moura viu-a transformar-se numa estátua de pedra.
 A notícia da moura encantada espalhou-se pelo castelo e um dia a estátua desapareceu. Em memória deste estranho fenómeno ficou aquela terra conhecida por Salir, em homenagem pela coragem de uma jovem moura. Ainda hoje no Algarve se diz que em certas noites a moura encantada aparece no castelo de Salir.

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2004

Place of collection Salir, LOULÉ, FARO

ColectorVera Cabrita (F)

InformanteNatália da Silva Barnabé (F), 84 y.o., born at Faro (Sé) (FARO) FARO,

Narrativa

When XVIII Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications