Lenda da Fonte de S. João

APL 3753

A Fonte de S. João, que existe em Algoso, no concelho de Vimioso, é, segundo o povo, uma fonte encantada, onde vive uma moura. Diz-se que um dia um humilde jornaleiro, ao passar por ali, viu a moura e puseram-se a conversar um com o outro. E de tanto conversarem, a moura engraçou com o homem, ao ponto de lhe prometer tudo quanto lhe pedisse.
    O jornaleiro, admirado com tal oferta, disse-lhe:
    — Seis vinténs por dia me bastam.
    — Está bem — aceitou a moura. — Cá os encontrarás debaixo de uma pedra, se vieres apanhá-los ao dar a meia-noite e não contares a ninguém.
    Assim fez o jornaleiro, noite após noite. E como tinha esta diária assegurada, deixou de trabalhar. Passou então a viver melhor do que os seus vizinhos. Estes, todos os dias, quando iam para o trabalho ao amanhecer, chamavam-no sempre:
    — Vens connosco?
    Ele agradecia, mas não ia. Até que se cansou de estar sempre a ser chamado, e, por isso, numa certa manhã respondeu-lhes:

— Enquanto a fonte de S. João me der a jornada,
não precisarei de mais nada!
 
    Tais palavras foram a sua desgraça. Daí em diante, nunca mais a fonte lhe deu nenhum vintém.

Fonte Biblio PARAFITA, Alexandre A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , p.368-369

Ano1999

Place of collection Algoso, VIMIOSO, BRAGANÇA

InformanteInês Rosa Martins (F), 44 y.o.,

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications