Lenda da Fraga de Selim

APL 3568

Havia antigamente um padre que paroquiava as aldeias de Mogo e Zedes, no concelho de Carrazeda de Ansiães, e costumava ir a pé de uma aldeia para a outra sempre que tinha de ir rezar missa.
    Num certo domingo, em dia de Inverno, quando ia para rezar uma das missas, passou num sítio onde há uma fraga chamada Selim, e onde os antigos dizem que há uma moura encantada, e aí encontrou um tendal de figos a secar. Muito espantado, disse:
    — Credo! Um tendal de figos?!
    Ora, a admiração do padre era porque, sendo Inverno, não podia haver figos a secar. E pensou então:
    — Pecado sei que é, mas vou meter três ao bolso.
    Meteu-os ao bolso e seguiu caminho. Quando acabou a missa apeteceu-lhe um figo e meteu a mão ao bolso para o tirar. E qual não foi o seu espanto ao ver que em vez dos figos, o que tinha no bolso eram três libras de ouro.
    Sem dizer nada a ninguém, foi rapidamente ao lugar onde tinha encontrado os figos a secar para tirar mais, mas quando lá chegou já não achou nada. E ao meter a mão ao bolso, para assegurar-se de que, pelo menos, teria as três libras de ouro, apenas achou três carvões.

Fonte Biblio PARAFITA, Alexandre A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , p.232-233

Ano1999

Place of collection Zedes, CARRAZEDA DE ANSIÃES, BRAGANÇA

InformanteMaria José Almeida (F), 45 y.o.,

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications