Lenda da grande cobra a guardar o encanto

APL 3572

A Sr.ª Josefa Gigante, cujo pai foi tamanqueiro em Orjais [aldeia próxima de Cimo de Vila da Castanheira, concelho de Chaves], diz que os seus avós e os velhos de Orjais contavam ter visto muitas vezes uma grande cobra de enorme cabeça sair do rio Mouce que circunda o picoto do Mau Vizinho.
    Viram-na subir e passear pelo castelo do Mau Vizinho. Mas quando alguém subia ao castelo ela prontamente se afastava. Num pincho, atirava-se do alto e vinha enfiar-se na ola do rio que há acima da praseira, paredão que atravessa o rio para ele represar. A tal cobra era a guarda do encanto.
    Quando aparecer alguém que, em vez de escorraçar a cobra ou fugir dela assustado, tiver a coragem de ficar quedo e de ser deixar beijar pela cobra, esta transformar-se-á, acto contínuo, em pessoa humana. Deste modo se quebra o encanto e o corajoso receberá o tesouro que o fará muito rico.

Fonte Biblio PARAFITA, Alexandre A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , p.235

Ano1991

Place of collection Cimo De Vila Da Castanheira, CHAVES, VILA REAL

ColectorSantos Júnior (M)

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications