Lenda da Moura de Albufeira

APL 2670

Conta a lenda que o Rei Afonso III vivia na altura no castelo de Albufeira, nas muralhas do castelo, apaixonou-se pela escrava, uma moura que se chamava Alina, era uma moura muito linda e o rei apaixonou-se por ela e disse-lhe, deixas de ser minha escrava e vais ser a minha amada. Ela continuava pensando, durante muitos anos enquanto no castelo com Afonso III, nunca se esqueceu do seu amado Abeu-Faahrá, que era um mouro, portanto um rei mouro. O rei mouro nunca apareceu e então ela todas as noites sonhava na esperança de o vir a encontrar, até que uma bela noite sonhou que pareceu-lhe ser o príncipe encantado, o príncipe mouro, mas era um animal que tinha metade cão e metade carneiro. O rei D. Afonso III disse sempre que esse mouro havia, prometia que havia de vir um dia, mas como ele gostava muito dela prometeu-lhe casamento. Ela continuou a dizer que amava era o mouro, o seu amado era o Abeu-Faahrá, mas que nunca mais chegou. O rei D. Afonso III, prometeu fim, que havia de gostar muito dela, de tal forma, a paixão ia ser tão grande, que nunca mais, ela iria esquecer mesmo o príncipe mouro. Tiveram um filho, ela teve um filho do rei D. Afonso III e amor foi de tal intensidade que ela ficou realmente a amar D. Afonso III e então esqueceu o seu amado mouro Abeu-Faahrá. Pronto e viveram eternamente felizes com o seu filho no castelo de Albufeira.

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2006

Place of collection Albufeira, ALBUFEIRA, FARO

ColectorRita Monteiro (F)

InformanteIsilda Gomes de Andrade (F), 56 y.o., born at - (PORTO) PORTO,

Narrativa

When XIII Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications