Lenda da moura do “Cerro das Relíquias”

APL 1981

Há um cerro ao pé de Giões, no concelho de Alcoutim, e depois havia um homem que era aqui de Clarines, chamado José da Palma, e andava com um gado, e às vezes dormia lá ao pé do gado. E, uma noite, estava deitado ao pé de uma pedra, de um zambujeiro (oliveira brava), e estava lá deitado, naquilo aparece-lhe uma rapariga muito bonita ao pé, e a rapariga disse:
 - Não tenhas medo que eu não te faço mal!
O homem, coitado, ficou logo todo assustado, e depois ele foi com a rapariga, e ela disse-lhe:
 - Anda comigo, mas o que vires, não digas nada, não te admires de nada!
E depois, ele foi atrás dela, deram volta ao pé da pedra, deram ali volta; naquilo abriu-se uma porta, e entraram, e aquilo, ora, era um encanto, se lá! E o homem ficou admirado e disse:
 - Ai, valha-me Deus!
E ela, naquilo, disse-lhe:
 - Ah malandro, que me quebraste o meu encanto!
E então, desapareceu aquilo tudo. E o homem, com o medo que teve, pegou nas ovelhas e meteu-se àqueles caminhos adiante, e veio ainda dormir a uma remessa de quilómetros desviado, com as ovelhas, com medo.
 Depois o homem, daí em diante, nunca mais gozou saúde, até que morreu. Mas isto já deve haver uns oitenta anos, ou mais, que isto se deu. Dizem que foi verdade! Eu ainda me lembro do homem, mas era pequena ainda, quando ele morreu. Dizem que foi verdade, ele dizia que era verdade, mas não sei se foi, se não.

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2004

Place of collection Giões, ALCOUTIM, FARO

ColectorCristina Martins (F)

InformanteCesaltina Peleja (F), 71 y.o., born at - (ALCOUTIM) FARO,

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications