Lenda de janeiro de cima

APL 587

Segundo diz a lenda Janeiro de Cima, aldeia do Concelho do Fundão do qual dista 43 quilómetros, deve a seu nome aos seus fundadores, os Januários, que como diz a lenda eram filhos de um rico senhor, que resolveu dividir as suas terras pelos seus dois filhos. Um ficou a morar no que viria a ser Janeiro de Cima e o outro onde viria a ser Janeiro de Baixo. Contudo a formação da aldeia não se iniciou no mesmo local onde hoje se encontra situada. Esta bela aldeia da margem do rio Zêzere, iniciou-se antes num local denominado Esmoroços um pouco mais afastado do centro da aldeia. Infelizmente as formigas eram muitos e no Verão atacavam as crianças no berço, pelo que os ancestrais decidiram que tinham de mudar de local.
 Tiveram então uma ideia: deixar o gado, cabras e vacas à solta durante a noite, onde o gado fosse pernoitar seria o seu novo lar. Ao amanhecer os animais tinham-se deslocado para um lugar denominado Vale, por se encontrar numa espécie de cova e por ter terra funda e preta. Aí estabeleceram a sua nova morada e construíram a nova Igreja que data do séc. XVII. Ainda hoje, quem for a Janeiro de Cima, encontra neste local casas ancestrais feitas de pedra e barro, prestes a caírem pela sua muita idade e uso, memória de tempos imemoriais.

Fonte Biblio MOURA, José Carlos Duarte Contos, Mitos e Lendas da Beira Coimbra, A Mar Arte, 1996 , p.36

Place of collection Janeiro De Cima, FUNDÃO, CASTELO BRANCO

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications