Lenda de Latães

APL 3596

A aldeia de Latães, situada nas fraldas da serra de Corujas e pertencente à freguesia de Amendoeira, concelho de Macedo de Cavaleiros, tem a origem do seu nome ligada às lendas das lutas entre cristãos e mouros.
    Dizem os mais antigos que os mouros dominaram estas terras durante muito tempo. Depois vieram os cristãos e moveram-lhes uma luta feroz até que os expulsaram. Os habitantes serranos, ao saberem desta vitória, ficaram todos satisfeitos e foram atrás do chefe cristão, para lhe dizerem:
    — Já que nos livraste dos mouros, vimos pedir-te que dês agora um nome cristão à nossa terra.
    O chefe cristão, que estava cheio de pressa para ir em perseguição dos mouros que continuavam a dominar outras terras, não lhes ligou nenhuma. Os serranos foram então embora, mas um ficou a combater ao lado dos cristãos. E como insistisse em pedir um nome cristão para a sua terra, o chefe das tropas acabou por mandá-lo embora dizendo:
    — Vai-te embora, que quando lá chegares lá o tães.
    O serrano ao chegar ao pé dos seus vizinhos transmitiu-lhes as palavras do chefe cristão. E estes, tanto as repetiram para tentarem entender que nome seria esse, que acabaram por ficar no ouvido com o nome “Laotães”, que, depois de muito usado, veio a dar em Latães.

Fonte Biblio PARAFITA, Alexandre A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , p.255

Ano1999

Place of collection Amendoeira, MACEDO DE CAVALEIROS, BRAGANÇA

InformanteÂngelo José Morais (M), 47 y.o.,

Narrativa

When XII Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications