Lenda de Nossa Senhora da Ajuda

APL 1321

No início do povoamento da Terceira, pelos princípios do século dezasseis, um certo dia, passavam algumas pessoas pela Ribeira das Sete, quando viram pairar sobre a água a Virgem Nossa Senhora que lhes disse:
 — Estai atentos, aqui próximo, no mar, há-de aparecer uma imagem minha.
 Ao afirmar isto, pôs o pé na rocha e desapareceu, deixando marcada uma pegada.
 As pessoas ficaram alvoroçadas e a pensar no que tinha acontecido. Mais admiradas ficaram ainda, quando, passados dias, um caixote de madeira foi arrojado à costa, ficando depositado no fundo de um poço e ao ser aberto, depararam-se com uma imagem de Nossa Senhora da Ajuda.
 Trouxeram-na para a igreja paroquial, pensado ali dedicar-lhe um altar. De noite ela mudava-se para uma furninha que ficava na rocha, onde tinha aparecido, sem que ninguém lhe tivesse tocado.
 Uma mulher do lugar viu, numa dessas noites, a imagem passar na sua viagem da igreja para a lapinha, transportada pelos anjos. Num certo dia o padre e alguns homens tentaram pegar na imagem para a trazer de volta à igreja, mas, inesperadamente, ela tornou-se tão pesada que não foi possível deslocá-la dali, apesar da força dos homens.
 Então o povo percebeu que a Senhora da Ajuda queria ficar naquele lugar, junto ao mar, e edificaram-lhe uma ermidinha onde colocaram a imagem de pedra.
 A essa ermida, construída perto do mar, na freguesia de Santa Bárbara, a poucos quilómetros da cidade de Angra, passaram a acorrer muitos fiéis e a Senhora da Ajuda fez muitos milagres àqueles que lhe eram devotos.

Fonte Biblio FURTADO-BRUM, Ângela Açores: Lendas e outras histórias Ponta Delgada, Ribeiro & Caravana editores, 1999 , p.150-151

Place of collection Santa Bárbara, ANGRA DO HEROÍSMO, ILHA TERCEIRA (AÇORES)

Narrativa

When XVI Century, 10s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications