Lenda de São Martinho

APL 1990

Conta-se que no tempo dos romanos, quando eles ainda estavam cá no Algarve (acho que era cá no Algarve, não tenho bem a certeza, mas acho que era). Então conta-se que quando os romanos estavam cá, pelo menos em Portugal era, quando eles estavam cá em Portugal, não, era quando eles estavam em França, é isso mesmo.
 Conta-se que quando os romanos estavam em França, estava a voltar de Itália o Martinho, que ia para a sua terra natal em França, e ele estava a passar por uma serra, e no cimo da serra fazia muito, muito frio, tipo em França, lá nos Alpes, mesmo em cima, quase a nevar, fazia mesmo muito frio, e então ele encontrou um velhote muito pobre, sem roupa, já muito a morrer de frio, e ele tinha uma capa vermelha, típica dos soldados romanos.
 Então o que é que ele fez? Pegou na espada e cortou a capa ao meio, deu metade ao velhote que estava lá a morrer de frio, e ficou com a outra metade. E o que aconteceu foi que Deus viu a sua generosidade e ficou logo um sol fez quase como se quase fosse primavera em pleno Inverno, quase como se fosse primavera!
 E então a partir daí, aquilo foi tipo uma... sabes, uma recompensa por ele ter sido bonzinho e não sei o quê. Então o que a lenda diz é que no Inverno, na altura do São Martinho há para ali dois ou três dias em que faz um tempo como se estivéssemos na primavera.

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2005

Place of collection Olhão, OLHÃO, FARO

ColectorMiguel Cabral (M)

InformanteCarolina Ramos (F), 23 y.o., born at Olhão (OLHÃO) FARO,

Narrativa

When II Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications