Lenda do bezerro de ouro (versão A)

APL 3570

É corrente no povo, não só na aldeia de Cimo de Vila [da Castanheira, concelho de Chaves], mas também de outras aldeias à roda do Castelo do Mau Vizinho, a crença de lá existir um encanto, que é, nada mais nada menos, um bezerro de ouro maciço.
    Conta-se que um ambicioso português, ansioso por deitar as unhas ao bezerro de ouro, contratou um galego para ir com ele quebrar o encanto, com a condição expressa de não se falar em Deus. Com o livro de S. Cipriano fizeram as rezas obrigatórias. A dada altura surgiu o bezerro, tão alentado que o galego não conteve o seu espanto admirativo e disse:
    — Jesus...!
    Foi o bastante para que o bezerro rebentasse em carvões.

Fonte Biblio PARAFITA, Alexandre A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , p.234-235

Ano1991

Place of collection Cimo De Vila Da Castanheira, CHAVES, VILA REAL

ColectorSantos Júnior (M)

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications