Lenda do Capitão Mór

APL 1551

Era uma vez um homem a quem toda a gente chamava Capitão-mor e era dono de uma grande vinha. A Tapada, assim se chamava a fazenda era a caminho da Aldeia de Santa Margarida. Ora no tempo de fome muitas pessoas iam roubar cachos de uvas. Então o Capitão-mor mandou os caseiros do monte fazer um boneco e vestiu-o com uma farda antiga com um chapéu de três bicos e a partir daí as pessoas começaram a ter medo. Cada vez que viam um espantalho tinham medo e diziam que era o Capitão-mor que andava por aí…

[A Ti Tóda diz que é uma lenda muito antiga. O Professor Chitas diz-nos que quando “um homem queria estar com a sua amante, dizia que andava aí o Capitão-mor’, para afugentar os mirones”.]

Fonte Biblio DUARTE, Joaninha A Luz da Cal ao Canto do Lume Lisboa, Colibri, 2009 , p.266

Place of collection Cabeção, MORA, ÉVORA

InformanteCustódia Maria Prates Dórdio (F), 79 y.o., Cabeção (MORA) ÉVORA,

Narrativa

When XXI Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications