Lenda do Poço da Moura

APL 254

Na aldeia de Vale de Frades, existe um poço chamado Poço da Moura.
 Diz-se que nas manhãs de S. João, se via sentada perto do poço, uma linda moura a pentear seus finos cabelos louros com um pente de ouro.
 Um dia, um pastor foi comer a merenda perto desse poço e qual não foi o seu espanto quando viu a linda mourinha perto dele penteando os seus cabelos. Travaram logo entre eles um curioso diálogo. A moura falou-lhe então deste modo:
 - Diz-me, ó pastor, que achas mais lindo, os meus cabelos louros ou os meus pentes de ouro?
 - Os teus cabelos bonitos são, mas os pentes mais lindos são, respondeu o pastor.
 - Ai!...Ai!...Triste de mim que dobraste o meu encanto!... retorquiu a moura que saltou rapidamente para o poço e nunca mais se tornou a ver.
 Na próxima manhã de S. João, o pastor voltou ao poço para beber água. Sentiu um tear a tecer no fundo do poço, mas a moura nunca mais se voltou a ver até aos dias de hoje.

Fonte Biblio ROSÁRIO, Serafim do Terras de Vimioso: Retalhos de Literatura Oral [Vimioso], sem editora, s/d , p.98

Place of collection Vale De Frades, VIMIOSO, BRAGANÇA

ColectorElvira Morais (F)

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications

MotivosTh [F397.] Fairy woman exhibits her figure to warriors. ---- Is most