Lenda do Poço do Dourado

APL 3643

Na povoação de Zava, do concelho de Mogadouro, há um espinhaço montanhoso que é conhecido por “Cimas de Mogadouro”. E neste local está uma gruta a que o povo chama “Poço Dourado”, a propósito de uma lenda muito antiga.
    Conta-se que uma jovem pastora, enquanto o gado bebia, sentou-se na borda do poço a descansar e, de repente, viu reluzir na água um cordão de ouro. A pastora apressou-se a volteá-lo na mão, só que dobou, dobou, e o cordão nunca mais acabava. E como o peso já era muito, resolve então cortar o cordão com um calhau afiado, dizendo:
    — Para um par de meias já chega.
    E nesse momento, ouviu uma voz desconhecida que lhe disse:
    — Dobraste o meu encanto e fizeste a tua desgraça.
    Era uma moura que ali estava encantada. Aturdida, a pastora olhou para um lado e outro e não viu ninguém. E nesse instante, todo o ouro desapareceu.

Fonte Biblio PARAFITA, Alexandre A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , p.290-291

Ano1999

Place of collection-, MOGADOURO, BRAGANÇA

InformanteAntónio Nascimento Moreiras (M), 43 y.o.,

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications