Lenda dos Lambuzões

APL 2497

Então há uma história que a minha avó me conta que é a de um homem que tinha uma mulher e que a mulher gostava de ir muitas vezes à missa, à noite. E calhou um dia o homem ofereceu-lhe uma saia vermelha. O marido ofereceu-lhe uma saia vermelha e ela ficou toda contente com a sua saia, que podia levar a missa. Naquela altura era muito. O que aconteceu foi que ela ao vir da missa encontrou um porco muito grande e o porco começou a ir ter com ela e começou a lhe morder a saia. Mordeu-lhe a saia de tal maneira que rasgou-lhe a saia. Ela chegou a casa apavorada, fez o jantar para o marido e quando o marido chegou a casa a noite, ela deu-lhe de jantar. Quando deu-lhe o jantar ele começou-se a rir da história da saia. Quando ele se começa a rir, ela repara que no sorriso dele tem fios vermelhos, fios da saia. E ela começou a desconfiar que ele era efectivamente o lambuzão. Então, nesse mesmo dia, à noite, ele adormeceu e ela picou-lhe com uma agulha e fez lá uma reza e conta-se que depois ele melhorou. Esses lambuzões, diziam-se que, essas pessoas, diziam que mesmo que se não se transformassem naquela noite de lua cheia, que se ouviam gritos de animais, mas que eram as pessoas que faziam esses ruídos.

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2008

Place of collection-, HORTA, ILHA DO FAIAL (AÇORES)

ColectorAndré Rosa (M)

InformanteMónica Dutra (F), 23 y.o., born at - (HORTA) ILHA DO FAIAL (AÇORES),

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications

TypesChristiansen 4005 The Werewolf Husband