Lenda dos mouros II

APL 1175

Conta-se que antigamente na Pampilhosa da Serra existiam mouros. Essa comunidade de mouros morava numa gruta num sítio chamado “Ponte da Covilhã”. Certo dia, urna mulher moura que estava para ter bebé encontrou-se em grandes dificuldades no trabalho de parto. O marido muito aflito foi procurar auxílio à população. Soube então que havia uma senhora que fazia partos e foi-lhe pedir ajuda. Algumas pessoas que não confiavam nos mouros aconselharam-na a não ir porque eles podiam matá-la. A senhora encheu-se de coragem e foi fazer o parto, que por sinal correu muito bem. Em troca da sua bondade o mouro deu-lhe as pedras de carvão. A senhora pelo caminho olhou fixamente para as pedras e disse:
 Para que quero eu isto? E atirou-as de seguida para o chão.
 Pensou melhor e levou duas para casa. Quando chegou a casa atirou as pedras de carvão para trás da lareira. De manhã quando acordou olhou para a lareira e viu duas pedras de oiro. Vestiu-se rapidamente e foi a correr ao local onde tinha deixado as outras duas. Tinham desaparecido.

Fonte Biblio MOURA, José Carlos Duarte Histórias e Superstições na Beira Baixa Castelo Branco, RVJ editores, 2008 , p.23-24

Place of collection Pampilhosa Da Serra, PAMPILHOSA DA SERRA, COIMBRA

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications

TypesChristiansen 5070 Midwife to the Fairies