Lenda : rio baceiro—trutas de ouro

APL 114

Diz uma lenda antiga e pouco conhecida que na margem esquerda do rio Baceiro, ali pelas mediações da ponte dos Teixeiras, existiu um moinho, cujo dono possuía duas trutas de ouro autêntico que tinham sido herdadas de seu pai, que fora, em tempos, ourives ambulante. Certa noite surgiu uma tempestade de tais proporções, que as águas do Baceiro subiram ao ponto de varrer tudo quanto se encontrava nas suas margens. O moleiro teve tempo de fugir, mas não conseguiu salvar as trutas, que eram duas barras de ouro massiço, esculpido e bem trabalhado em forma de peixe. Diz ainda a lenda que o moleiro gastou anos à procuradas suas valiosas peças de ouro, mas, que se saiba, nunca mais ninguém as viu.

Fonte Biblio AFONSO, Belarmino Raízes da Nossa Terra Bragança, Delegação da Junta Central das Casas do Povo de Bragança, 1985 , p.108

Place of collection-, BRAGANÇA, BRAGANÇA

ColectorAugusto José Teixeira Lopes (M)

Narrativa

When XX Century, 80s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications