Mata-Cães

APL 3316

Consta que o nome dado á ribeira [de Mata-Cães], provem do facto seguinte:
    Quando os mouros viviam por estes sitios, foram um certo dia atacados inopinadamente pelos christãos, aos quaes seu chefe animava dizendo: Mata esses cães. Os mouros foram desbaratados, sendo tanto o sangue d’elles derramado aqui, que as aguas da ribeira hiam côr de sangue.
    O sitio da maior mortandade foi junto a uma azenha, que desde então se ficou chamando Azenha do Sangue.

Fonte Biblio PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de Portugal Antigo e Moderno Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , p.Tomo V, p. 125

Place of collection Matacães, TORRES VEDRAS, LISBOA

Narrativa

When XII Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications