Menina da Kadok

APL 2401

A história que contam foi de uma rapariga que foi à Kadoc e teve um acidente e morreu. E passado uns anos houve uma senhora que todos os dias uma rapariga lhe ia bater a porta toda molhada com um blusão de ganga vestido a pedir à senhora ajuda, e a senhora dizia-lhe: ai mas eu a posso ajudar a menina entre aqui para a minha casa que eu ajudo a menina precisa de alguma coisa? Não! eu preciso e que a senhora venha cá para fora. E todas as noites quando a senhora pedia para a rapariga entrar em casa a rapariga ia-se embora voltava as costas e ia-se embora uma rapariga vestida da mesma maneira com o mesmo blusão de ganga e sempre toda molhada e um dia a senhora foi a uma mercearia e contou a história dessa rapariga que lhe aparecia todas os dias à porta de casa a bater-lhe à porta por volta das duas da manhã, e a dona da mercearia disse-lhe: a mas essa história, essa rapariga é conhecida mas essa rapariga já morreu, e a senhora disse aí não pode ser ai, então você pergunte-lhe lá se ela não faleceu. Então a senhora no outro dia por volta das duas da manhã, voltaram a bater-lhe à porta e a senhora foi abrir a porta e… a senhora foi…abriu a porta e pergun… viu a rapariga novamente toda molhada com o blusão de ganga vestido com o cabelo todo molhado numa noite que até que diz que estava muito calor e a senhora perguntou ai mas a menina vem toda molhada mas então de onde é que a menina vem? E a rapariga não respondia nada só queria que a senhora saísse à rua… Então é que a senhora se resolveu perguntar se ela já tinha morrido e a rapariga disse-lhe: “é verdade, já morri!” e voltou as costas e foi-se embora e a senhora nunca mais a viu.

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2008

Place of collection Faro (São Pedro), FARO, FARO

ColectorMilène Segura (F)

InformanteFátima Ribeiros (F), 34 y.o., born at São Brás De Alportel (SÃO BRÁS DE ALPORTEL) FARO,

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications