Monsanto

APL 3328

Um individuo d’aqui, foi a uma horta, junto ao sitio chamado n’aquelle tempo Lages do Pendão, onde diz o povo que os mouros deixaram grandes thesouros encantados, e alli achou grande quantidade de peças de ouro e prata. Querendo aproveitar-se d’estas riquezas, pegou em uma campainha, que estava presa a uma cadeia e, tangendo-a, lhe appareceu uma moura, que correu atraz d’elle; e vendo-se o homem em taes apertos, disse: – «Nossa Senhora do Castello me valha!» – Então a moura parou, dizendo: – «Essa capelluda te valha.» – O homem offereceu a campainha a Nossa Senhora, e esteve na sua capella, desapparecendo em 1690, sem se saber quem a roubou.

Fonte Biblio PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de Portugal Antigo e Moderno Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , p.Tomo V, p. 416

Place of collection Monsanto, IDANHA-A-NOVA, CASTELO BRANCO

Narrativa

When XVII Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications