Moura Encantada

APL 1554

Contam os mais antigos que no caminho para a fonte existia um tesouro debaixo de uma grande oliveira, deixado por uma moura que a pouco e pouco foi enriquecendo, mas para ninguém descobrir, escondeu-o. A moura acabou por desaparecer, deixando o pote de ouro, guardado por um touro azul. Diz-se também quem quiser tirar o pote tem que fazê-lo antes da meia-noite, e fugir rapidamente para o cemitério, sem olhar para trás, pois vem lá o touro enfurecido. Outros dizem que o touro está encantado e que se for uma menina com certos dons e lhe levar algo para comer, e fugir para a igreja, nada lhe acontecerá.

Fonte Biblio DUARTE, Joaninha A Luz da Cal ao Canto do Lume Lisboa, Colibri, 2009 , p.267-268

Place of collection Pavia, MORA, ÉVORA

InformanteAna Ramalho (F), 67 y.o., Pavia (MORA) ÉVORA,

Narrativa

When XXI Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications