O aviso da diabólica

APL 1146

Certa vez um homem ia pelos campos à noite, o que por ali acontecia com frequência, quando quase todos trabalhavam no campo.
 Começou a ouvir barulhos estranhos atrás de si, mas pareciam ser latas arrastadas pelo vento.
 Os ruídos aproximavam-se e quando estavam já muito perto, o homem assustado, deitou-se para o chão e fez o sinal da cruz desesperado.
 De repente, como por encanto, aquilo desapareceu, ao mesmo tempo ele ouviu num murmúrio “foi o que te valeu”. Dizem que aquilo que por ali passou era a diabólica e que esta não faz mal quando as pessoas se deitam de bruços.
 Por aquelas terras diz-se ainda que por vezes também aparecem sombras negras, como as de um lobo ou javaril (javali). Os mais idosos, dizem que estas sombras desaparecem quando as pessoas se benzem.

Fonte Biblio MOURA, José Carlos Duarte Histórias e Superstições na Beira Baixa Castelo Branco, RVJ editores, 2008 , p.9

Place of collection-, CASTELO BRANCO, CASTELO BRANCO

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications