O castelo de Rebordãos (versão B)

APL 3542

Dois quilómetros a noroeste de Rebordãos [concelho de Bragança], caminhando para o santuário da Senhora da Serra, sito no cume da Serra da Nogueira, distante quilómetro e meio, fica o local chamado Castelo de Rebordãos, constituído por enormes fragueiros, apenas acessível pela nascente sul. Apresentando os outros dois lados uma rampa a pique de mais de quatrocentos metros. (...)
    Vivia neste castelo um potentado mouro, a quem as povoações limítrofes pagavam o tributo de certo número de donzelas para o seu harém; mas uma delas, certa noite, quando ele dormia, deu sinal, segundo combinara, colocando uma vela acesa no prado, ainda hoje, por isso, chamado da Vela Acesa, e o régulo foi atacado, morto, o castelo destruído e as donzelas libertas.

Fonte Biblio PARAFITA, Alexandre A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , p.213-214

Ano1934

Place of collection Rebordãos, BRAGANÇA, BRAGANÇA

ColectorFrancisco Alves (M)

Narrativa

When

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications