O coração da Madre Plágia

APL 1200

Uma freirinha de S.ta Clara, de nome Plágia, muito devota da Sagrada Família, depois da oração dizia às irmãs: «se soubésseis o que eu tenho no meu coração!...» Elas, pensativas, rogavam-lhe lhes dissesse o que sentia, obtendo como resposta apenas aquelas palavras. Certo dia morreu. E as irmãs, levadas pela curiosidade, abriram-lhe o lado esquerdo, observando com, geral assombro as imagens de Jesus, Maria, José, gravadas no coração. O milagre correu veloz por tôda a parte, tendo vindo muito povo de longe a presenceá-lo. O coração da irmã Plágia foi encerrado num relicário e guardado religiosamente. Com a extinção do convento desapareceram todos os objectos veneráveis, restando-nos as lendas piedosas na lembrança das almas crentes.

Fonte Biblio MARTINS, Pe. Firmino Folklore do Concelho de Vinhais. Vol. 1 s/l, Câmara Municipal de Vinhais, 1987 [1928] , p.104-105

Place of collection-, VINHAIS, BRAGANÇA

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications