O Estranho Moinho

APL 442

Há muitos anos, no tempo da minha bisavó, dizia-se que existia um moinho numa serra perto da minha terra onde afirmavam que quem lá passasse à noite três vezes seguidas, na última noite havia de ver no cimo do moinho, um grande rosto com grandes barbas que quase tapavam todo o moinho e que chamava com gritos enormes um burro horrendo de grande cauda que carregava vinte sacos de farinha e que galopava atrás das pessoas até as afastar daquele sítio.
 Esta lenda foi-me contada pela minha bisavó e eu achei de grande interesse registá-la.

Fonte Biblio S/A, . Lendas e Outras Histórias Estremoz, Escola Porfissional da Região Alentejo / Núcleo de Dinamização Cultural de Estremoz, 1995 , p.83

Place of collection-, ESTREMOZ, ÉVORA

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications