[O fantasma acompanhante]

APL 1601

Um tal de Santa Leocádia, indo de noite para casa, encontrou um dos da Rua que tinha morrido, há anos. O fantasma seguiu-o sempre; de caminho tornou em dois sítios uma água para umas leiras. Quando o homem chegou a casa e fechou a porta dizendo ao fantasma que estava livre dele, este respondeu-lhe que ia entrar, porque para ele não era necessário que as portas estivessem abertas. O homem ainda vive e conta isto, muito sério. É hoje músico do Domingos.

Fonte Biblio SARMENTO, Francisco Martins Antígua, Tradições e Contos Populares Guimarães, Sociedade Martins Sarmento, 1998 , p.44

Place of collection Briteiros (Santa Leocádia), GUIMARÃES, BRAGA

Narrativa

When XX Century,

CrençaConvinced Belief

Classifications