O galgo negro

APL 1603

A casa do D. Miguel Barbosa satisfaz um legado, dando de comer a uns tantos pobres. Explica o legado deste modo. Um dos velhos fidalgos desprezava os pobres, dando aos seus cães o que deveria dar a eles. Uma criada porém tirava à ração dos cães o que podia e dava-o aos pobres por intenção do amo. Foi isso o que o salvou, Mas, não pode ser salvo, sem primeiro andar neste mundo em figura de galgo negro, vindo comer na pia dos cães. Para pôr cobro a esta expiação, foi preciso “fazer-lhe sangue”.

Fonte Biblio SARMENTO, Francisco Martins Antígua, Tradições e Contos Populares Guimarães, Sociedade Martins Sarmento, 1998 , p.62

Place of collection-, GUIMARÃES, BRAGA

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications