O homem encantado

APL 973

Em Sabroso de Aguiar conta-se que há muitos anos atrás havia um homem que durante a noite saía de casa transformado no primeiro animal em que pensasse, isto é, se pensasse num porco, transformava-se num porco; se pensasse num cavalo, transformava-se num cavalo; se pensasse numa galinha, transformava-se numa galinha.
Depois ia percorrer as redondezas e fazia sempre o mesmo caminho. No outro dia estava muito ou pouco cansado. Dependendo do animal em que se transformava, assim lhe custava mais ou menos o caminho. Se fosse uma galinha, demorava muito; se fosse um cavalo, demorava pouco e não lhe custava o caminho.
As irmãs começaram a desconfiar, porque iam ao seu quarto e não o encontravam lá. Uma das irmãs pensou que ele estava encantado.
Uma noite, quando o irmão entrava em casa, a irmã espetou-lhe o ferrão de um aguilhado que o fez sangrar. Foi assim que lhe passou o encanto.

Fonte Biblio AA. VV., - Literatura Portuguesa de Tradição Oral s/l, Projecto Vercial - Univ. Trás -os-Montes e Alto Douro, 2003 , p.CF5

Ano2002

Place of collection Sabroso De Aguiar, VILA POUCA DE AGUIAR, VILA REAL

ColectorEva Luzia Magalhães Fernandes (F)

InformanteLucinda Rodrigues (F), 86 y.o., Sabroso De Aguiar (VILA POUCA DE AGUIAR) VILA REAL,

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications