O Lobisomem da Ermegeira

APL 329

Havia um homem na Ermegeira que diziam que era lobisomem. Disse a um senhor de Monte Redondo, que era abegão, se queria saber se ele era mesmo lobisomem. Disse a esse homem para estar numa encruzilhada que há em Monte Redondo à meia-noite e quando ouvisse uma restolhada se metesse ajeito com um agulhão (vara comprida para picar os bois); e ele quando ouvisse a restolhada, que picasse.
 Depois o homem foi lá e picou-o mesmo. Tirou-lhe o fado (destino). Depois teve que o levar às costas para a Ermegeira, pois como lhe saía sangue, ficou sem forças.
 O lobisomem, quando foi picado, disse ao outro que o levasse senão matava-o. O homem, quando ouviu isto, ata criado, agarrou no lobisomem cheio de medo e foi pô-lo à Ermegeira, já com a certeza de que o tal homem era mesmo lobisomem.

Fonte Biblio MORGADO, Isabel Viagens ao Imaginário Torres Vedras, Centro de Formação das Escolas de Torres Vedras, 1999 , p.39

Place of collection Monte Redondo, TORRES VEDRAS, LISBOA

InformanteGuilhermina de Jesus (F), 61 y.o.,

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications