O medo das Fontaínhas

APL 1111

Eu uma vez andava nas Fontaínhas (ó pé da Bairrada, no caminho para a Mouta Recome), com outras pastoras da Pracana. Fui lá deitar folha de figueira às cabras. Passa lá o Ti Manel Matias. Via-se só a cabeça, uma cabeça, uma coisa redonda, uma coisa redonda e ouvia-se:
 - Uuuuuuuuu... ó pernas, nós a fugir. Eramos garotas.
 Eu via mesmo lá uma cabeça. Só se via a cabeça, nunca vi ninhum home, nunca vi nada. Mas onde a gente stava via-se assim a cabeça:
 - Uuuuuuuuu...
 Oi nossa senhora.

Fonte Biblio HENRIQUES, Francisco Contos Populares e Lendas dos Cortelhões e dos Plingacheiros Vila Velha de Ródão, Associação de Estudos do Alto Tejo, 2001 , p.275-276

Ano1990

Place of collection-, MAÇÃO, SANTARÉM

ColectorFrancisco Henriques (M)

InformanteMaria de Lurdes Pereira (F), - (MAÇÃO) SANTARÉM,

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications