O Medo das Gralheiras

APL 2569

Uma versão que eu conheço do Medo das Gralheiras é... as Gralheiras que é uma zona perto de Ficalho próximo de um moinho de vento e a terra chama-se Gralheiras. Todas as pessoas que lá passavam, que iam lá, começavam a ver coisas, viam um galo muito bonito e muito grande. Nessa altura um galo era muita coisa, porque no tempo da fome um galo era uma coisa muito boa, então as pessoas tentavam apanhar o galo, tentavam apanhar só que o galo desaparecia e ouvia-se o barulho de moedas. Até que um dia um homem que vinha perto das Gralheiras de burro, ele vinha de Vila Nova de S. Bento, tinha lá ido buscar umas coisas que aquilo entre Ficalho e Vila Nova de S. Bento é muito próximo e o burro pôs a pata e ouviu-se barro a partir. O homem intrigou-se, mas no entanto, como já era muito tarde continuou, mas chegou a Ficalho dizendo a alguns amigos o que se tinha passado. No outro dia quando chegou ao local estava tipo um pote de barro e via-se no barro o circulo de moedas. Só que o sítio já tinha sido escavado por alguém, supostamente pelos amigos a quem contou a história e a partir desse momento nunca mais ninguém viu o galo nem ouviu o dinheiro a chincalhar. É essa a lenda das Gralheiras. 

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2005

Place of collection Vila Verde De Ficalho, SERPA, BEJA

ColectorÂngela Valadas (F)

InformanteSandra Lucas (F), 20 y.o., born at Vila Verde De Ficalho (SERPA) BEJA,

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications