O Menino dos Olhos Grandes

APL 2406

Conta-se que, antigamente quando os homens iam para o mar, lá no cais lá em Olhão, às vezes encontravam um menino, que estava sempre a chorar e a chorar, e depois os senhores com pena iam ter com ele e então iam ao pé dele e perguntavam-lhe:
 - Oh menino, porque é que tu estás a chorar?
E ele dizia:
- Mas eu quero a minha mãe, mas eu quero a minha mãe.
E então eles perguntavam:
- Então mas onde é que está a tua mãe?
Mas o menino dizia:
- Não sei, ela foi-se embora e eu não consigo encontrá-la.
E então perguntavam-lhe onde é que era a casa dele e ele dizia que a casa dele era lá mais à frente, então os senhores pegavam no menino ao colo e levavam-no. Só que, enquanto iam com ele ao colo, o menino começava a pesar muito, e a pesar muito, e a pesar muito e eles perguntavam-lhe:
-Mas o que é que tu tens que cada vez pesas mais? Mas ele não respondia, e então continuavam a andar com ele ao colo, andavam em frente para ir para casa dele e de repente eles olharam para o menino, só que o menino tinha uns olhos enormes, os olhos tinham crescido muito. As pessoas assustavam-se, deixavam cair o menino e “pum”, o menino desaparecia.
Então diziam que esta era a lenda do menino dos olhos grandes porque era um menino encantado.

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2007

Place of collection Olhão, OLHÃO, FARO

ColectorMarta Marques (F)

InformanteLeonor Barão (F), 19 y.o., born at - (FARO) FARO,

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications