O poço encantado

APL 16

No rio Barosa, junto a Vila Pouca de Salzedas, existe, no rio, um poço com uma mina.
 Sabe-se hoje do poço e da mina porque se conta, há muito, na aldeia, que um homem, ao banhar-se no rio, mergulhou e foi parar à mina. Era muito escura e comprida, mas tinha lá um lindo tesouro.
 A escuridão não lhe permitia ver o caminho de regresso e ali ficou “encantado” até ao dia seguinte. Quando o Sol nasceu, iluminou a água e o homem pôde sair. Contou as coisas maravilhosas que havia no lugar. Ficou tão “abanado” com o que vira que morreu um dia depois de contar o sucedido.

Fonte Biblio CAMPOS, Beatriz C. D. Tarouca, Folclore e Linguística Tarouca, Câmara Municipal de Tarouca / Escola Preparatória de Tarouca, 1985 , p.13

Place of collection Salzedas, TAROUCA, VISEU

ColectorMaria Manuela da Conceição Sereno (F)

Narrativa

When XX Century, 80s

CrençaSome Belief

Classifications

MotivosTh [C420.2.] Tabu: not to speak about a certain happening.