O Touro da Carapetola

APL 1599

A norte da povoação de Bensafrim fica o sítio da Carapetola, mais vulgarmente conhecido pelo Serro da Carapetola. Este sítio dista de Bensafrim uns trezentos metros e fica junto ao rossio das eiras.
 Conta a tradição que, alguns dias depois da expulsão dos mouros desta província, apareceu naquele sítio um mouro encantado na figura de um touro bravissimo, que se tornou o terror da povoação. Dizia-se que para quebrar o encanto era preciso levar-lhe dois pães de centeio em guardanapo de linho, acabado de sair da agulha.
 Ninguém ousava aproximar-se da fera com receio de ser morto por ela.
 Por muitos anos sofreu aquela pobre gente os ódios e os rancores da fera, que se ia tornando com o tempo mais perigosa e mais cruel.
 Felizmente a fera não perseguia os cristãos a toda a hora do dia, mas tinha horas próprias, que todos evitavam, escondendo-se. Em certo dia não apareceu, e desde então nunca mais foi vista. Diz o povo, o que ainda hoje repete na sua ingénua credulidade, que o touro desaparecera pela primeira vez daquela povoação no momento de ser publicada pela primeira vez a Bula da Santa Cruzada. Nesta lenda ou encantamento torna-se multo sensível a influência das doutrinas cristãs. A Bula da Santa Cruzada em guerra com o paganismo!

Fonte Biblio OLIVEIRA, Francisco Xavier d'Ataíde As Mouras Encantadas e os Encantamentos do Algarve Loulé, Notícias de Loulé, 1996 [1898] , p.259

Place of collection Bensafrim, LAGOS, FARO

Narrativa

When XIX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications