Orca

APL 3367

É n’esta freguezia o famoso sanctuario de Nossa Senhora da Oliveira, assim denominada, por ter apparecido no tronco cavernoso de uma oliveira. Fica esta capella fóra do logar da Orca, a um kilometro de distancia d’elle, em logar solitario, entre uns olivaes.
E templo muito antigo; mas nada se sabe ao certo, quanto á data do apparecimento da Senhora e da fundação da ermida.
Segundo a lenda, conservada por tradição – teve a seguinte origem:
No tempo do dominio arabe, se deu n’este logar uma sanguinolenta batalha, na qual era general portuguez, Simão de Oliveira, da cidade de Bragança. Vendo-se este em grande perigo, e aos seus, invocou a protecção de Nossa Senhora da Oliveira, que se venerava na sua terra, e ella lhe appareceu no tronco de uma oliveira, e o animou a continuar a batalha, que deu em resultado o desbarate dos mouros.
Em reconhecimento d’este milagre, mandou logo Simão d’Oliveira edificar, no sitio do apparecimento, a ermida primitiva.
Attribuem-se muitos milagres a esta Senhora, que é visitada em quasi todo o anno por grande concurso de romeiros. Na 1.ª oitava da Paschoa da Resurreição, vem todos os moradores do logar da Póvoa em romaria á Senhora, com sua procissão; havendo então missa cantada, sermão, etc. Faz-se esta romagem em cumprimento de um voto.

Fonte Biblio PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de Portugal Antigo e Moderno Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , p.Tomo VI, p. 285

Place of collection Orca, FUNDÃO, CASTELO BRANCO

Narrativa

When XII Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications