[Os Lusitanos de Peniche]

APL 3195

Consta que os lusitanos refugiados em Peniche depois da invasão das legiões romanas, não podendo viver senão do mar, de tal modo adquiriram o hábito de viver dentro de água que passavam dias inteiros nadando e mergulhando, em busca de alimento, como se fossem peixes, tendo os mais idosos e incapacitados o costume de fazer soar um grande búzio para que os seus descendentes mais jovens e fortes, lhes trouxessem do mar o que necessitavam.
    E já as embarcações que pela costa passavam julgavam tratar-se de deuses marítimos, pelo que lhes ofereciam sacrifícios, no receio de que as divindades se molestassem com a navegação...

Fonte Biblio CALADO, Mariano Peniche na História e na Lenda Peniche, Edição do Autor, 1991 , p.411

Place of collection-, PENICHE, LEIRIA

Narrativa

When II Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications