Salto

APL 3428

Consta que perto de Fonte-Fria existiam duas casas que davam estalagem; em uma d’ellas se recolhiam muitos salteadores; e n’outra vivia uma mulher, que tinha uma filha; desconfiando a mãe que a filha lhe tinha roubado algum dinheiro, veiu correndo apoz ella até ao sitio, chamado Portella da Estafa, onde lhe deu uma grande estafa de pancadas; motivo porque assim se ficou chamando o local.
    A filha, muito apaixonada, por estar innocente no crime que lhe era imputado, e vendo-se tão mal tratada por sua mãe, retirou-se a um córrego, e alli se enforcou em uma arvore. Passados alguns dias a mãe procurando a filha e encontrando-a enforcada, se enforcou tambem na mesma arvore.
    Córrego ficou chamando-se das Enforcadas.

Fonte Biblio PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de Portugal Antigo e Moderno Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , p.Tomo VIII, p. 351

Place of collection Salto, MONTALEGRE, VILA REAL

Narrativa

When XIX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications