São Lourenço

APL 2214

No termo de Loulé, um trabalhador, vendo-se apertado de sede, no campo em que cavava, pediu água com grande ânsia a S. Lourenço: à primeira cavadela, que deu, achou logo água e cavando mais fez uma poça, onde ele e outro beberam. E com esta água tem obrado o santo muitos milagres. Em Castro Marim rezam a São Lourenço para cessar o vento.

Fonte Biblio VASCONCELLOS, J. Leite de Contos Populares e Lendas II Coimbra, por ordem da universidade, 1966 , p.570

Place of collection-, LOULÉ, FARO

InformanteFonseca Henriques (M),

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications