Senhora que foge

APL 1656

A Senhora da matriz do Marco (margem direita do Tâmega) esteve primeiro no fundo do rio num palácio de vidro, que alguns crendeiros ainda dizem ter visto às vezes no fundo das águas. Apareceu, não se sabe como, e quiseram metê-la na capela x; mas ela fugia dali e vinha aparecer em cima dum pinheiro. Três vezes a levaram para a capela e três vezes fugiu para o pinheiro. Até que se entendeu que era naquele lugar que ela queria ficar, e ali se lhe fez a igreja (matriz).

Fonte Biblio SARMENTO, Francisco Martins Antígua, Tradições e Contos Populares Guimarães, Sociedade Martins Sarmento, 1998 , p.178

Place of collection-, GUIMARÃES, BRAGA

InformanteMargarida (F),

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications