Vale das Onegas

APL 2980

Diz a tradição, que em tempos remotos os pastores desceram das serras, trouxeram com eles os seus rebanhos e fixaram-se neste vale frondoso. Aqui havia muita água e boas pastagens e na ribeira havia sempre peixe em abundância. Diz-se que os primeiros habitantes fizeram uma fonte de mergulho, onde se iam abastecer e, ainda há poucos anos, diz-se, eram visíveis as ruínas desta, bem como das primeiras habitações.
As primeiras famílias pertenciam aos “Duques” e aos “Serras” e o lugar chamou-se então Vale das Ovelhas.
Com o passar dos anos a população foi aumentando e o vale tornou-se pequeno para tanta gente. Então, de comum acordo, dividiram os rebanhos e as terras e alguns foram construir as suas habitações num outro lugar. Fixaram-se então numa outra zona a que deram o nome de Herdeiros, por serem de descendência dos de Vale das Ovelhas.
Não se sabe bem a razão, mas os habitantes do Vale das Ovelhas sentiram-se lesados com esta mudança e começou então uma longa polémica. Estes diziam com frequência:
— Fomos enganados! Eles roubaram-nos!
Os residentes de Herdeiros não gostaram da atitude dos seus vizinhos e enfurecidos, diziam:
— Olhem para estes! Fizeram as partilhas e depois negaram-se! São mesmo uns negas!
A partir daí o lugar começou a ser conhecido por Vale dos Negas e mais tarde, numa junção dos dois nomes, Vale das Onegas.

Fonte Biblio JANA, Isilda Histórias à Lareira Abrantes, Palha de Abrantes, 1997 , p.61

Ano1990

Place of collection Alcaravela, SARDOAL, SANTARÉM

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications