Villar Chão

APL 3465

Ha nos limites d’esta parochia tres grandes penedos, denominados Penedos da Pinga, porque um d’elles assenta sobre os outros dois, formando uma especie de ponte com 3 metros de abertura e 4 d’altura – e está sempre, mesmo na estiagem, vertendo ou pingando agua do tecto ou do penedo superior sobre o dicto vão, – agua que é tida por milagrosa e por isso alguns habitantes d’esta freguezia se banham n’ella, em um pequeno tanque, que está no dicto vão.
    Diz a lenda – que S. José, passando por ali, batera com o seu cajado no penedo e que desde então o penedo ficara sempre pingando; mas quem não acreditar não pecca.

Fonte Biblio PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de Portugal Antigo e Moderno Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , p.Tomo XI, p. 1205

Place of collection Vilar Do Chão, VIEIRA DO MINHO, BRAGA

Narrativa

When Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications