Visão

APL 1896

Uma rapariga casada, cujo marido trabalhava bastante longe, e que por esse motivo não ia a casa, ia todas as noites buscar o irmão, ainda muito novo, para lhe fazer companhia. Uma noite ao entrar com o irmão em casa, quando abria a porta da rua, viu na cozinha um grande clarão. Chamou pelo irmão, gritando:
 — Tenho fogo em casa!
 E invocou a Virgem Maria.
 Apareceu-lhe um vulto de mulher, que vinha da cozinha com uma luz na mão e correu para ela. Com o susto deu um salto e foi cair na estrada, ficando bastante ferida. A luz que esse vulto trazia foi cair sobre a mulher e desapareceu em seguida.

Fonte Biblio VASCONCELLOS, J. Leite de Contos Populares e Lendas II Coimbra, por ordem da universidade, 1966 , p.352-353

Place of collection Mexilhoeira Grande, PORTIMÃO, FARO

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications