Snake Enchantments

Results 1 thru 25
Page 1 of 6       1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 >

APL 604
A bicha-moura do carreiro do Moinho Velho

SOUSA, Arlindo de, O Concelho da Feira. História. Etnografia. Arte. Paisagem., Espinho, Tipografia Espinhense, s/d , 40
Feira (SANTA MARIA DA FEIRA) AVEIRO

Quem me narrou esta história, viu, uma vez, a bicha-moura a escorregar pelo carreiro do Moinho Velho, que leva ao Uíma, ao moinho do Ferreiro. Na cabeça ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 3677
A bola de Dona Mirra

PARAFITA, Alexandre, A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros, Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , 312
Galafura (PESO DA RÉGUA) VILA REAL None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2272
[A Cisterna da Torre de Dona Chama]

VASCONCELLOS, J. Leite de, Contos Populares e Lendas II, Coimbra, por ordem da universidade, 1966 , 762-763
Torre De Dona Chama (MIRANDELA) BRAGANÇA None [Unsure / Uncommitted] [Memory transcription]

APL 2262
A Cobra do Sabugueiro

VASCONCELLOS, J. Leite de, Contos Populares e Lendas II, Coimbra, por ordem da universidade, 1966 , 750
Sabugueiro (SEIA) GUARDA None [Unsure / Uncommitted] [Memory transcription]

APL 514
A Cobra Encantada da Horta de Cima

LOPES, António Ferreira, Contos e Lendas Populares e de Transmissão Oral na Serra da Adiça, in: Arquivo de Beja, vol. XIV, serie III, Beja, Câmara Municipal de Beja, 2000 , 65
Vila Verde De Ficalho (SERPA) BEJA

«Quando era ainda muito novo, ouvia falar nesta cobra encantada, havendo então pessoas que afirmavam terem-na visto numa manhã de S. João e que apresentava uma trança ...

[Some Belief] [Oral transcription]

APL 3114
A cobra e os fios de ouro

PARAFITA, Alexandre, Património Imaterial do Douro (Narrações Orais), Vol. 2, Peso da Régua, Fundação Museu do Douro, 2010 , 220
Zedes (CARRAZEDA DE ANSIÃES) BRAGANÇA None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2166
[A Cobra e o Tesouro]

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Nossa Senhora Do Bispo (MONTEMOR-O-NOVO) ÉVORA

Esta diz que era uma serpente, diz que tinha muito ouro, muitos cordões de ouro. Diziam as pessoas que tinham sonhado, que tinha muitos cordões de ouro, muito ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1024
A cobra moura

AA. VV., -, Literatura Portuguesa de Tradição Oral, s/l, Projecto Vercial - Univ. Trás -os-Montes e Alto Douro, 2003 , ME13
Balazar (PÓVOA DE VARZIM) PORTO

Contam que, quando houve as invasões dos Mouros, foi enterrado um tesouro no lugar das Penices, entre Balazar e Gondifelos, e que até aos dias de hoje ali est ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 3154
A cobra que pedia um beijo

PARAFITA, Alexandre, Património Imaterial do Douro (Narrações Orais), Vol. 2, Peso da Régua, Fundação Museu do Douro, 2010 , 273
Vila Flor (VILA FLOR) BRAGANÇA None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 889
A Cova da Moura

CAMPELO, Álvaro, Lendas do Vale do Minho, Valenca, Associação de Municípios do Vale do Minho, 2002 , 195-197
Cornes (VILA NOVA DE CERVEIRA) VIANA DO CASTELO

Em tempos que lá vão, quando os mouros e cristãos ainda viviam próximos uns dos outros, apesar de inimigos, uma bela Moura ficou perdida de amores por ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 614
A Cova da Serpe

SOUSA, Arlindo de, Umica, Aveiro, Separata de Arquivo do Distrito de Aveiro, vol. XX, 1954 , 44
Fiães (SANTA MARIA DA FEIRA) AVEIRO

A Nascente do monte de Santa Maria de Fiães existe uma depressão alongada de terreno que o povo designa por Cova da serpe. Segundo a lenda popular, v ...

[Unsure / Uncommitted] [Scientific written text]

APL 1031
A Cova dos Mouros

AA. VV., -, Literatura Portuguesa de Tradição Oral, s/l, Projecto Vercial - Univ. Trás -os-Montes e Alto Douro, 2003 , ME20
- (BRAGA) BRAGA

Na aldeia de Marrancos havia um moço muito tímido que não conseguia dizer nada do que pensava. Até que se apaixonou perdidamente por uma rapariga da sua ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 3632
A donzela encantada e o jogador

PARAFITA, Alexandre, A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros, Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , 281-282
Bouça (MIRANDELA) BRAGANÇA None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 3707
A Fonte da Moura

PARAFITA, Alexandre, A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros, Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , 335
Nozelos (VALPAÇOS) VILA REAL None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 3549
A Fonte da Moura de S. Julião

PARAFITA, Alexandre, A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros, Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , 217-218
São Julião De Palácios (BRAGANÇA) BRAGANÇA None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 3553
A fraga do cavaleiro

PARAFITA, Alexandre, A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros, Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , 223
- (BRAGANÇA) BRAGANÇA None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 3731
A fraguinha do Salgueiro

PARAFITA, Alexandre, A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros, Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , 351-352
- (VILA FLOR) BRAGANÇA None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 861
A Jovem Encantada

CAMPELO, Álvaro, Lendas do Vale do Minho, Valenca, Associação de Municípios do Vale do Minho, 2002 , 77-79
Castro Laboreiro (MELGAÇO) VIANA DO CASTELO

Vivia no lugar do Quinjo, em Castro Laboreiro, uma princesa que tinha sido encantada sob a forma de uma serpente, e que trazia uma flor presa na boca.
 Era esta ...

[Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 2260
A Lapa do Diabo

VASCONCELLOS, J. Leite de, Contos Populares e Lendas II, Coimbra, por ordem da universidade, 1966 , 748
Valadares (MONÇÃO) VIANA DO CASTELO None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 3702
A lenda da Fonte de Carvalho

PARAFITA, Alexandre, A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros, Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , 332
Torre De Moncorvo (TORRE DE MONCORVO) BRAGANÇA None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2131
A lenda da moura e do touro

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Messejana (ALJUSTREL) BEJA

Isto é uma lenda aqui de Messejana, que se passou há muitos anos, aqui numa horta, chamada Horta do Cabo.
 A lenda começa assim:
 Era uma princesa, que ‘tava encantada ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2161
A Lenda de Velhas

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Castrelos (BRAGANÇA) BRAGANÇA

Num lugar chamado Velhas (esta é lenda), e depois então, andava ali uma menina a pastorear, encontrou, apareceu-lhe uma menina, mais ou menos da idade dela, uma menina muito linda ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 702
A lenda do rio seco

LOPES, Morais, Algarve: as Moiras Encantadas, s/l, Edição do Autor, 1995 , 16-20
- (FARO) FARO

Diz a longa tradição
Que foi, por nossas avós,
Passada de mão em mão
Ou, talvez, de voz em voz,

Que naquel’ lugar havia
Um po ...

[Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 1888
[A Mãe do Diabo]

VASCONCELLOS, J. Leite de, Contos Populares e Lendas I, Coimbra, por ordem da universidade, 1963 , 451
Cortes Do Meio (COVILHÃ) CASTELO BRANCO

Uma menina muito linda apareceu a um homem e disse-lhe que, se lhe tirasse o encanto, o faria feliz; mas logo o preveniu de que ela havia de lhe aparecer ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 3167
A menina encantada

PARAFITA, Alexandre, Património Imaterial do Douro (Narrações Orais), Vol. 2, Peso da Régua, Fundação Museu do Douro, 2010 , 286
Vilas Boas (VILA FLOR) BRAGANÇA None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]


Results 1 thru 25
Page 1 of 6       1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 >