Moorish Women

Results 1 thru 25
Page 1 of 4       1 | 2 | 3 | 4 >

APL 138
A “banda de levante” a “ floripes”; os estaleiros.

BARBOSA, José, Visto e Ouvido em Olhão…Reflexões, Olhao, Câmara Municipal de Olhão, 1993 , 103-105
Olhão (OLHÃO) FARO

Em relação aos barcos, para o seu arranjo ou construção, havia os estaleiros, situados, os mais importantes, numa faixa de terra que ia desde a fábrica de ...

[Unsure / Uncommitted] [Memory transcription]

APL 762
A cabrita com olhos de gente

PARAFITA, Alexandre, Património Imaterial do Douro - Narrações Orais (contos, lendas, mitos) Vol. 1, Peso da Régua, Fundação Museu do Douro, 2007 , 166
Sendim (TABUAÇO) VISEU

Conta-se que, desviado da aldeia de Cabriz, já perto do rio Távora e dos castelos que se avistam lá, uma vez um pastor viu uma cabrita a olhar muito ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 660
A Cova da Moura

DIAS, Jaime Lopes, Contos e Lendas da Beira, Coimbra, Alma Azul, 2002 , 68-69
Segura (IDANHA-A-NOVA) CASTELO BRANCO

Soalheirenta e linda, a risonha povoação de Segura sabe manter sem adulteração, não obstante o seu contacto diário com as vizinhas povoações espanholas de Sarsa ...

[Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 268
A fonte da moira

AA. VV., -, Douro Litoral, 5ª Série, IX, n/a, s/ed., 1953 , 65-66
- (PAÇOS DE FERREIRA) PORTO

Há muitos, muitos anos, indo um mancebo abrir a presa da fonte da moira, na encosta da Citânia, encontrou uma linda moira a lavar enxadas, correntes, engaços, que ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 607
A Fonte da Moira

SOUSA, Arlindo de, Origens Históricas e Filológicas de Expressão Popular, de Algumas Povoações e Locais., Lisbon, Revista de Portugal, 1961 , 481
Carvalheira (TERRAS DE BOURO) BRAGA

Em Vista Alegre, a meio caminho do rio, para o lado da Gafanha, fica a Fonte da Moira, cuja lenda é a seguinte:
 A laje, onde a bica está encravada, ocupa ...

[Unsure / Uncommitted] [Scientific written text]

APL 3188
A Fonte da Moura

None [Unsure / Uncommitted] [Scientific written text]

APL 269
A fonte das grades

AA. VV., -, Douro Litoral, 5ª Série, IX, n/a, s/ed., 1953 , 66
- (PAÇOS DE FERREIRA) PORTO

A ela iam as mourinhas da Citânia lavar a roupa.
 Numa ocasião, entregava-se a esse trabalho uma donairosa menina. A roupa lavada era posta a enxugar numas grades ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 700
A lenda

LOPES, Morais, Algarve: as Moiras Encantadas, s/l, Edição do Autor, 1995 , 15
Silves (SILVES) FARO

Ó Silves da minha infância,
Do meu tempo de perdão,
Onde era longa a distância
Entre o sonho e a ilusão...

Silves daquela outra infância
Do ...

[Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 509
A lenda da Fraga da Moura

AA. VV., -, Baú de Memórias, S. Pedro do Sul, Projecto Escolas Rurais, 1999 , 45
- (SÃO PEDRO DO SUL) VISEU

Dizem os antigos que, nos princípios do mundo passou por aqui uma moura que fez a casa dela no meio de umas fragas.
 Lá teve os filhos e tinha ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 3640
A lenda da fraga do Poio

PARAFITA, Alexandre, A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros, Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , 289
Brunhoso (MOGADOURO) BRAGANÇA None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2028
A Lenda da Moura Floripes

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Olhão (OLHÃO) FARO

As pessoas diziam que aparecia uma senhora, toda vestida de branco com os seus cabelos loiros compridos, numas ruas muito estreitinhas da cidade de Olhão. Quem a via eram ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 167
A lenda do castelo do giraldo

AA. VV., -, Lendas e Tradições, Evora, EBM's de Guadalupe, S. Sebastião da Giesteira e Valverde, 1999 , 40
São Sebastião Da Giesteira (ÉVORA) ÉVORA

As pessoas ouviram dizer que estava além no castelo uma moura encantada. Então iam lá mas só ouviam bater, bater, bater nas pedras mas não viam mais ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 3083
A menina encantada nas Fontes do Verão

PARAFITA, Alexandre, Património Imaterial do Douro (Narrações Orais), Vol. 2, Peso da Régua, Fundação Museu do Douro, 2010 , 183
Marzagão (CARRAZEDA DE ANSIÃES) BRAGANÇA None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2551
A Moura de Monte Gordo

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Monte Gordo (VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO) FARO None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 658
A Moura de Pontão

DIAS, Jaime Lopes, Contos e Lendas da Beira, Coimbra, Alma Azul, 2002 , 62-64
Ladoeiro (IDANHA-A-NOVA) CASTELO BRANCO

Entre os rios Aravil e Ponsul, em campo bem aberto onde o Sol vagueia sem obstáculo de grandes montes ou de altas serras, vive agarrada ao chão, sumida ...

[Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]

APL 1819
[A Moura de Quarteira]

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Quarteira (LOULÉ) FARO

Agora vou-vos contar uma lenda antiga; ali perto da fonte de Santa Cruz existiu mesmo. Era, era um Forte, a quem o povo chamava a Torre, dada pela sua forma ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 2502
A moura de Tavira

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
- (TAVIRA) FARO None [Some Belief] [Oral transcription]

APL 2290
[A Moura de Torrozelo]

VASCONCELLOS, J. Leite de, Contos Populares e Lendas II, Coimbra, por ordem da universidade, 1966 , 795-796
Torrozelo (SEIA) GUARDA None [Unsure / Uncommitted] [Memory transcription]

APL 3795
[A Moura e a Lavradora]

OLIVEIRA, Francisco Xavier d'Ataíde, As Mouras Encantadas e os Encantamentos do Algarve, Loule, Notícias de Loulé, 1996 [1898] , 132, Cap. X
Querença (LOULÉ) FARO
Motifs: F768.2.,
None [Unsure / Uncommitted] [Scientific written text]

APL 3679
A moura e as giestas

PARAFITA, Alexandre, A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros, Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , 313
Galafura (PESO DA RÉGUA) VILA REAL None [Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 619
A moura e a tenda

SOUSA, Arlindo de, Umica, Aveiro, Separata de Arquivo do Distrito de Aveiro, vol. XX, 1954 , 53
- (MONTALEGRE) VILA REAL

Na Fonte da Moura, no concelho de Montalegre, apareceu, um dia, uma moura com uma tenda a um pastor velho, e, perguntando-lhe a moura o que lhe agradava mais, se ...

[Unsure / Uncommitted] [Scientific written text]

APL 149
A moura encantada

GRAÇA, Natália Maria Lopes Nunes da, Formas do Sagrado e do Profano na Tradição Popular, Lisbon, Colibri, 2000 , 194
Belver (GAVIÃO) PORTALEGRE

Em Belver, junto ao castelo, existe um poço muito fundo chamado o poço das três pombas. Esse poço tem uma moura encantada e, para lhe quebrar ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 255
A Moura Encantada

ROSÁRIO, Serafim do, Terras de Vimioso: Retalhos de Literatura Oral, [Vimioso], sem editora, s/d , 99
Vale De Frades (VIMIOSO) BRAGANÇA

No lugar do Puio, sítio onde existem vários lameiros pertencentes às povoações de Vale de Frades, S. Joanico e Serapicos, há uma fonte.
 Diz-se que um dia ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 3786
[A Moura encantada em Cabra]

OLIVEIRA, Francisco Xavier d'Ataíde, As Mouras Encantadas e os Encantamentos do Algarve, Loule, Notícias de Loulé, 1996 [1898] , 87-88, cap. V
Almansil (LOULÉ) FARO
Motifs: E423.1.9.,
None [Unsure / Uncommitted] [Scientific written text]

APL 694
A Moura Lavandeira

CHAVES, Luis, Lendas de Portugal: Contos de Mouras Encantadas, Lisbon, Livraria Universal, 1924 , 203-207
- (ARCOS DE VALDEVEZ) VIANA DO CASTELO

Arcos-de-Valdevez. Uma villa brinquedo. Povoação de presépio. Cinge-a o Vez com a serenidade apaixonada e quieta de namorado confiante. Em volta, o arvoredo aperta-a numa clareira; aberta para ...

[Unsure / Uncommitted] [Ludic written text]


Results 1 thru 25
Page 1 of 4       1 | 2 | 3 | 4 >