Rios

Results 1 thru 25
Page 1 of 2       1 | 2 >

APL 3762
A lenda das pérolas no fundo do rio

PARAFITA, Alexandre, A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros, Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , 377-378
- (VINHAIS) BRAGANÇA

Há muitos, muitos anos, vivia nas terras do Norte uma formosa princesa, que ocupava os dias passeando pelos montes e vales do seu reino, num bonito cavalo branco. Entre os ...

[Unsure / Uncommitted] [Citação]

APL 716
A lenda de tavira

LOPES, Morais, Algarve: as Moiras Encantadas, s/l, Edição do Autor, 1995 , 120-127
Tavira (Santa Maria) (TAVIRA) FARO

Diz a lenda mais antiga
Das lendas que eu cá conheço,
Que uma moita rapariga
De olhar brilhante e travesso,

Que por nome era Taah Billa
E morava ali ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2440
A Lenda do Rio Lis e do Rio Lena

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Leiria (LEIRIA) LEIRIA

O rio Lis e o rio Lena são os dois rios que passam em Leiria. O nome do rio Lis e o do rio Lena segundo alguns autores, eles ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 702
A lenda do rio seco

LOPES, Morais, Algarve: as Moiras Encantadas, s/l, Edição do Autor, 1995 , 16-20
- (FARO) FARO

Diz a longa tradição
Que foi, por nossas avós,
Passada de mão em mão
Ou, talvez, de voz em voz,

Que naquel’ lugar havia
Um po ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3224
A Lenda do Sever

COSTA, Alexandre de Carvalho, Marvão, suas freguesias rurais e alguns lugares, n/a, Câmara Municipal de Marvão, 1982 , 49-50
- (MARVÃO) PORTALEGRE

Eis a lenda que, com mais ou menos variantes, a tradição nos transmitiu:
    Em distante e já remota época, numeroso e escolhido cortejo de damas e cavaleiros, de longada ...

[Unsure / Uncommitted] [Citação]

APL 1066
A ponte de Aliviada

PATRÍCIO, António, Lendas de S. Gonçalo e de Amarante, Amarante, Paróquia de S. Gonçalo, 2009 , 41-42
Várzea Da Ovelha E Aliviada (MARCO DE CANAVESES) PORTO

No lugar de Aliviada (Marco de Canaveses), muito perto da confluência com o rio Tâmega, o rio Ovelha some-se por debaixo de uma enorme penedia fazendo um percurso ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 882
A Porta do Sol

CAMPELO, Álvaro, Lendas do Vale do Minho, Valença, Associação de Municípios do Vale do Minho, 2002 , 161-163
- (VALENÇA) VIANA DO CASTELO

Na terra de Valença que reclama de Ulisses e de Viriato a fundação, e que outrora também se chamou Contrasta, vivia uma princesa que por ser t ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 1528
Cértoma (rio)

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, Portugal Antigo e Moderno, Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , tomo II, p. 253
Fermentelos (ÁGUEDA) AVEIRO

Dizem que o facto seguinte deu origem ao seu nome:
Passando por elle a rainha Santa Isabel, e querendo beber, lhe disseram que o não fizesse, que era agua ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Científico]

APL 3742
Gruta com feitio de Mesquita

PARAFITA, Alexandre, A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros, Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , 358
Torgueda (VILA REAL) VILA REAL

Por espaço de meio quarto de légua, vai este rio (Sordo) [na freguesia de Torgueda, concelho de Vila Real] por baixo da terra, sem que se veja água ...

[Unsure / Uncommitted] [Citação]

APL 1049
História do rio Mondego

AA. VV., -, Literatura Portuguesa de Tradição Oral, s/l, Projecto Vercial - Univ. Trás -os-Montes e Alto Douro, 2003 , L20
- (GUIMARÃES) BRAGA

Era uma vez uma princesa que se chamava Esmeralda e um príncipe cavaleiro que se chamava Diego. Ambos estavam apaixonados e viviam um amor sereno até ao dia em ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 2808
Lamego

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, Portugal Antigo e Moderno, Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , Tomo IV, pp. 37-38
- (LAMEGO) VISEU

Pelos annos 1062, era rei de Lamego um mouro chamado Al-Boazan. Tinha uma filha, chamada Ardinga ou Ardínia, que se enamorou do cavalleiro christão, D. Thedon Ramirez (vide ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2706
Lenda da Bezelga

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume I, pp. 119-124
- (TOMAR) SANTARÉM

Era uma noite de luar. Noite de poesia. Noite de Primavera. Tínhamos parado ali, em caravana alegre e ruidosa. Regressávamos de uma linda festa de jogos florais na ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2736
Lenda da Senhora que passou

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume I, pp. 405-410
Passó (VILA VERDE) BRAGA

Foi há muito tempo que tudo isto aconteceu...
Esta é a frase que o povo saboreia ao dizer e saboreia ao escutar. E nós vamos usá-la também, visto ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2722
Lenda de Alco e Baça

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume I, pp. 267-273
- (ALCOBAÇA) LEIRIA

Este é o romance de dois enamorados: o Alcoa e a Baça. Enamorados iguais a muitos outros, nos sonhos, nos anseios, na luta, tantas vezes incerta, pela felicidade.
 
Passou-se h ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2793
Lenda de D. Tedo, o Caudilho

MARQUES, Gentil, Lendas de Portugal, Lisboa, Círculo de Leitores, 1997 [1962] , Volume II, pp. 289-298
Granja Do Tedo (TABUAÇO) VISEU

Por singular prodígio de imaginação, situemo-nos em pleno século XI. O próprio clima espiritual que impregna estas lendas nos ajudará a tal efeito. E escutemos...
 
Ao ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 708
Lenda do rio arade

LOPES, Morais, Algarve: as Moiras Encantadas, s/l, Edição do Autor, 1995 , 63-67
- (SILVES) FARO

Rio Arade, rio Arade,
Diz a voz da tradição
Que uma moira aqui chorou,
Trazida por Rei Cristão...

Foi em tempos tão remotos,
Em tempos que j ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 232
Lenda do rio do espírito santo

VALLE, Carlos, Revista de Etnografia 26, Tradições Populares de Vila Nova de Gaia - Narrações Lendárias, Porto, Junta Distrital do Porto, 1969 , 422
Arcozelo (VILA NOVA DE GAIA) PORTO

A freguesia de Arcozelo é atravessada por um riacho a que chamam Rio do Espírito Santo.
 Segundo a tradição as águas desse Rio tem o privilégio de curar ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Científico]

APL 231
Lenda do rio douro

VALLE, Carlos, Revista de Etnografia 26, Tradições Populares de Vila Nova de Gaia - Narrações Lendárias, Porto, Junta Distrital do Porto, 1969 , 422
- (VILA NOVA DE GAIA) PORTO

Como muitos outros rios também o Rio Douro anda envolvido num episódio lendário.
 E diz-se que, no momento da criação, quando Deus procedeu ao lançamento ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Científico]

APL 498
Lenda do rio lima

VIANA, António Manuel Couto, Lendas do Vale do Lima, Ponte de Lima, Valima, Associação de Municípios do Vale do Lima, 2002 , 56-58
- (VIANA DO CASTELO) VIANA DO CASTELO

Era uma vez um rio. Nascera, sem pressa, entre espessas penhas, numa serra galega, e, sem pressa, foi descendo um vale ameno, bordado de salgueiros e veigas viridentes, avistado, d ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 499
Lenda do rio neiva

VIANA, António Manuel Couto, Lendas do Vale do Lima, Ponte de Lima, Valima, Associação de Municípios do Vale do Lima, 2002 , 59-61
- (VIANA DO CASTELO) VIANA DO CASTELO

Era uma vez um rei chamado Oural, a quem uma terrível feiticeira, invejosa do seu poderio, por todas as terras de entre Lima e Cávado, transformou e, com ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2421
Lenda do Rio que Chora

AA. VV., -, Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas), Faro, n/a,
Ponte Da Barca (PONTE DA BARCA) VIANA DO CASTELO

Houve um dia em que eu tava no rio de Ponte da Barca que é o rio Lima e…uma senhora de certa idade contou-me que uma pessoa ao pôr ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 504
Lenda dos baptizados da meia-noite

VIANA, António Manuel Couto, Lendas do Vale do Lima, Ponte de Lima, Valima, Associação de Municípios do Vale do Lima, 2002 , 80-82
- (PONTE DA BARCA) VIANA DO CASTELO

Era uma vez um homem de idade avançada, mas saudável e musculado como um jovem.
 Vivia nas montanhas da Serra Amarela, em Ponte da Barca, e tinha o ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3184
Lenda dos Rios Alcôa e Baça

S/A, ., Algumas Lendas da Região de Alcobaça (Dossier de Informação Turística), Alcobaça, Câmara Municipal de Alcobaça, 2000 , 1-2
Alcobaça (ALCOBAÇA) LEIRIA

Há muito, muito tempo atrás existiu um par de namorados nesta região que se amavam muito, mas, eram ambos muito pobres, estavam noivos e iam casar, nada os ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Científico]

APL 3256
Lima

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, Portugal Antigo e Moderno, Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , Tomo IV, p. 93
- (PONTE DE LIMA) VIANA DO CASTELO

Todos, ou quasi todos os geographos modernos estrangeiros, reconhecem que o Lima é o Lethes dos antigos.
    […]
Não se sabe com certeza a razão porque a este rio se ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Científico]

APL 2270
O Penedo da Moira, no Rio Neiva

VASCONCELLOS, J. Leite de, Contos Populares e Lendas II, Coimbra, por ordem da universidade, 1966 , 759
- (BARCELOS) BRAGA

Dizem por Barcelos que os rios têm olhos marinhos (remoinhos), onde habitam moiras encantadas, que apareciam antigamente na noite de S. João; lindas meninas de cabelos compridos e ...

[Unsure / Uncommitted] [Citação]


Results 1 thru 25
Page 1 of 2       1 | 2 >